Ser Lesado

Curiosidade e Informação sobre Lesão Medular

Uma história de amor: “Sem o apoio da minha família, eu não conseguiria”

Posted by on mar 16, 2019

Há quase dois anos André Soares Padilha sofreu um acidente de trabalho que mudou a sua vida, mas não fez com que ele desistisse de lutar e perceber cada dia como uma nova oportunidade de aprendizado e superação. O dia 30 de março tornou-se uma nova data para o jovem comemorar seu aniversário, quando ele lembra que ter sobrevivido foi como um milagre. O acidente aconteceu em uma fábrica em Canoinhas.

André conta que recebe assistência da empresa, que desde o início mostra-se preocupada, porém a decisão sobre a efetiva indenização está ocorrendo na Justiça. Ele não lembra como aconteceu o acidente que o deixou tetraplégico e que ocorreu logo no início, no seu primeiro mês de trabalho, mas conta como era sua rotina:

Mesmo que por vezes acredite que o acontecimento foi um pouco de azar, o jovem prefere pensar que teve sorte em sobreviver. André tornou-se grato por ter uma oportunidade em nascer novamente. Segundo ele, nem os bombeiros ou médicos acreditaram em como sua sobrevivência foi possível. “Eles falaram que pela altura que eu caí, aproximadamente 12 metros, era pra eu estar morto”.

A força que ele demonstra perante um acontecimento que mudou sua vida vem de sua família e da sua esposa, Almerinda Tadra. Emocionado, André afirma que se não fosse o amor que recebe, não teria superado com a serenidade que demonstra enquanto conta sua história.

André conheceu Almerinda quando ela tinha 14 anos de idade. Ele afirma que tudo começou de maneira inocente, na época em que ela estudava. “Logo que a vi, sabia que seria ela e assim aconteceu. Cada dia que passava, eu gostava mais dela”. O jovem lembra do começo dessa história sorrindo, enquanto Almerinda, que agora está com 21 anos de idade, sente-se emocionada com as declarações do esposo e tenta segurar as lágrimas até o final da conversa, quando as emoções não conseguem ser contidas.

Sete anos mais nova que André, Almerinda lembra que sempre teve maturidade no relacionamento e que a idade não foi um obstáculo. “Por mais que eu fosse mais nova, eu tinha uma maturidade e até hoje a gente se ajuda”. A maturidade da jovem é expressa por suas atitudes. Mesmo com as dificuldades, a união é maior que as barreiras que a vida coloca. Almerinda acredita que a mudança devido ao acidente de trabalho é um aprendizado superado com o amor. Ela falou sobre como passou pelo processo desde quando recebeu a notícia do acidente:

O amor é o que une o casal há oito anos sem os limites das barreiras da idade, dificuldades financeiras ou as surpresas que a vida entrega. É o amor que também faz decidir ficar, sorrir e tentar um novo dia com as forças renovadas, que mostra que é possível ir além das palavras ou promessas. O amor não precisa de uma definição, mas sim de uma história para ser. É assim que André e Almerinda descobriram a importância desse sentimento, que demonstra uma cumplicidade para o casal com o apoio de suas famílias.

Fonte: J mais

Deixe uma resposta

468 ad