Ser Lesado

Curiosidade e Informação sobre Lesão Medular

Sete cuidados necessários com banhos e mergulhos no verão

Posted by on dez 26, 2016

Com o início da estação mais quente do ano, torna-se comum a procura por piscinas, praias, rios, cachoeiras, entre outros lugares que refrescam e, ao mesmo tempo, transformam o momento em diversão para o corpo e a alma. No entanto, é nesta época do ano que são registrados os maiores números de acidentes que podem, inclusive, levar uma pessoa a perder os movimentos de braços e pernas e até à morte durante banhos e mergulhos.

A neurocirurgiã Danielle de Lara alerta que entre os acidentes mais comuns no verão, além de afogamentos, estão mal súbito, hipotermia e traumas em geral.

Para não deixar o lazer de lado, a especialista ressalta sete fatores importantes para prevenir qualquer tipo de acidente – e até mesmo a morte. São eles:

  1. Conhecer a profundidade do local em que irá mergulhar, principalmente em lugares que possuem pedras, como rios e cachoeiras.
  2. Observar se há salva-vidas por perto;
  3. Para as piscinas, mantenha em dia o exame médico;
  4. Evitar ingerir bebidas alcoólicas e alimentos pesados antes de mergulhar;
  5. Evitar saltar de cabeça e ficar atento com saltos em beiradas de piscinas, trampolins e afins.
  6. Crianças sempre devem estar supervisionadas por um adulto;
  7. Não superestime sua capacidade de nadar – de acordo com a defesa civil, aproximadamente, 47% dos afogados acham que sabem nadar.

No último ano, segundo dados divulgados pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas, a quarta maior causa de lesão medular no Brasil foi por mergulhos em água rasa. No verão, essa causa sobe para o segundo lugar.

Além disso, 60,9% das pessoas que sofrem uma lesão por bater a cabeça ao realizar um mergulho ficam ou paraplégicas ou tetraplégicas. Em 90% dos casos, os pacientes são jovens entre 10 e 25 anos.

Fonte: Jornal de Blumenau

Deixe uma resposta