Ser Lesado

Curiosidade e Informação sobre Lesão Medular

Reabilitação em Lesão Medular

Posted by on jan 19, 2017

No tratamento da reabilitação em lesão medular, tanto para o paciente como para a família, é imprescindível que informações sobre oque fazer, como fazer e como lidar com essa mudança, cheguem ao conhecimento dos envolvidos o mais rápido possível, de forma integral.

A lesão medular pode ser causada por acidente de carro ou de moto, mergulho em água rasa, um tumor ou uma simples hérnia de disco, e causar a perda total ou parcial de movimentos dos braços e das pernas, alteração de sensibilidade, alterações da bexiga, intestino ou na função sexual.

A vida transforma-se do dia para noite e a primeira sensação é de desespero e desamparo sobre informações.

Após a lesão, muitos pacientes querem realizar o melhor tratamento do mundo, fora do país, com a melhor tecnologia e acesso a pesquisa em célula tronco. Entretanto, para a reabilitação em lesão medular, no primeiro momento os cuidados mais simples como: colocar uma órtese, posicionar bem o paciente, evitar feridas na pele, lidar com alterações na bexiga, não demandam estar no melhor centro de reabilitação do mundo, mas ter acesso a profissionais que entendam desta lesão e que tragam as informações necessárias.

Tudo a seu tempo. Muita informação desde o começo para que o paciente e família sintam-se seguros e entendam que estão fazendo o melhor e o que é necessário para a reabilitação da lesão medular.

Reabilitação é um processo dinâmico e não se limita a fazer fisioterapia, como muitos acham por falta de informação.

Para uma boa reabilitação em lesão medular é necessário pensar em cada detalhe, pensar na função e maior independência do indivíduo, em cada momento de seu processo de evolução.

Nada disto é possível se não houver conhecimento e visão global. O fisiatra é o profissional mais indicado para tal, pois é uma especialidade médica que busca a melhoria da função do indivíduo e a reabilitação.

reabilitação-em-lesão-medular

Os grandes centros de reabilitação em lesão medular no mundo são liderados por um fisiatra. Ele coordena uma equipe multidisciplinar, prescreve medicações, órteses, verifica a necessidade de uso de outras tecnologias, informa sobre pesquisas com células tronco, orienta sobre disfunção sexual, alterações na bexiga e no intestino, discute questões que parecem simples como voltar a dirigir, voltar a trabalhar, ter filhos após lesão medular, entre outras tantas presentes nesta situação.

A lesão medular pode ser completa ou incompleta, e ambas precisam deste acompanhamento.

Existe muito preconceito e falsas crenças relacionadas à lesão medular. Um bom exemplo seria dizer que um tetraplégico nunca pode andar (em lesões incompletas isto, é possível) ou que a mulher que tem uma lesão medular não pode mais ter filhos ou não deve mais fazer exames ginecológicos.

Reabilitar inclui realizar terapias como: fisioterapia, hidroterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, psicologia, musicoterapia, arteterapia entre outras. Cada qual com sua indicação em seu momento específico; utilizando recursos tecnológicos diversos. Mas acima de tudo, ter acesso a todo este conhecimento e entender a melhor forma e melhor momento para utilizá-los.

Fonte: www.fisiatriabrasil.com.br

Deixe uma resposta

468 ad