Ser Lesado

Curiosidade e Informação sobre Lesão Medular

Francano fica tetraplégico após acidente; família pede ajuda

Posted by on maio 11, 2017

Do dia para a noite um jovem francano de 18 anos viu a sua vida virar do avesso. Após um grave acidente de trânsito, em fevereiro deste ano, Deivid Rogério Ferreira Ribeiro teve sua rotina praticamente interrompida. Paralisado em uma cama e na dependência de seus familiares, o rapaz que antes trabalhava como sapateiro, estudava e aproveitava a vida ao lado de parentes e dos amigos, hoje convive com fortes dores pelo corpo e passa por uma série de dificuldades. Ele e as pessoas que presenciam este drama diário estão nas redes sociais clamando por ajuda na tentativa de uma melhor qualidade de vida.

O acidente em que Deivid se envolveu fez mais seis vítimas. A tragédia aconteceu no último dia 5 de fevereiro. Sete pessoas, entre elas uma criança de apenas 3 anos, ficaram feridas após um motorista embriagado causar uma colisão na rodovia Ronan Rocha, que liga Franca a Patrocínio Paulista. O estudante quebrou o pescoço no impacto. Ele ficou internado por dois meses na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Franca com várias fraturas nas vértebras, até o dia 3 de abril. Depois Deivid foi liberado para um quarto, no qual ficou por mais três dias, e ficou constatado seu estado de tetraplegia.
Em casa, o rapaz é cuidado pela mãe, a sapateira Rita Cristina Ferreira, de 32 anos, e pelos três irmãos mais novos, que têm tido dificuldades no dia a dia com o jovem, que não consegue movimentar nenhuma parte do corpo.

Devido aos altos custos de tratamento da sua atual condição, parentes e amigos têm feito uma forte divulgação pelas redes sociais para arrecadar dinheiro e produtos que possam ajudar nos cuidados de Deivid, tais como, fraldas, material de curativo, pomadas, óleo de girassol, aparelhos para respiração, fisioterapia, dentre outros. “É difícil, porque somos somente meus filhos e eu para cuidar do Deivid. O pai já é falecido”, comenta Rita, que ainda soma os gastos mensais de aluguel e outras despesas da moradia. “Nós somos uma família humilde, estamos aceitando qualquer tipo de doação, até orações, é praticamente do que eu tenho sobrevivido”.
Feijoada
A madrinha de Deivid, Viviane de Almeida Siqueira da Silva, de 33 anos, teve a ideia de ajudar o afilhado promovendo uma feijoada que acontece nesta sexta-feira (12), das 16h às 20h. Ela tem aceitado pedidos de encomenda, desde abril, por R$ 20 o litro. As entregas serão feitas na rua Sebastião Belém, nº1410, Jardim Portinari. A expectativa é conseguir arrecadar cerca de R$ 5 mil.
Os interessados em fazer doações e/ou saber mais sobre a feijoada, poderão entrar em contato com a Rita no (16) 99315-2644 ou pelo número divulgado nas redes sociais (16) 99273-6907.

Fonte: GCN

Deixe uma resposta

468 ad