Ser Lesado

Curiosidade e Informação sobre Lesão Medular

Foco maior da Wings For Life terá mineiro como representante

Posted by on maio 6, 2017

Significados não faltam para a primeira participação do cambuiense José Ilson Jr. o Ilsinho, na Red Bull Wings for Life, corrida de rua que acontecerá neste domingo em Brasília e em mais 24 cidades ao redor do mundo, simultaneamente. O evento reverte todo o valor das inscrições para pesquisas em prol da lesão na medula espinhal.

O envolvimento de Ilsinho com a causa é direto, uma vez que ele se viu entre os que sofrem deste mal quando menos esperava. Com 26 anos, o amante da bicicleta e praticante do mountain bike há 12 anos viu um treino de rotina transformar sua vida após um acidente, ocorrido no segundo semestre de 2016.

“Bati contra uma cerca de arame farpado que havia sido construída há dois dias e caí de cabeça no chão, quebrando o pescoço. Logo no momento eu já sabia que estava tetraplégico, pois não conseguia tirar minhas pernas da cerca e não sentia nem movimentava nada do pescoço para baixo”, recorda. Mesmo ciente do problema que havia acabado de aparecer, ele sabia que precisava sair dali o quanto antes, fazendo esta se tornar sua maior preocupação
naquele momento.

“Minha atenção se voltou toda para: alguém precisa me encontrar aqui. Eu estava em uma trilha remota, onde raramente passa alguém de moto ou cavalo, sozinho, e sem nenhum movimento. E a prioridade ali se tornou apenas sair vivo daquela situação. E após aproximadamente 40 min de espera, graças a Deus, um menino me achou e dali para frente deu tudo certo”, lembra.

Clique aqui para acessar a página da campanha que ajuda o ciclista 

As dificuldades foram grandes a partir de então, com sessões de fisioterapia sendo fundamentais para sua recuperação. Movimentos como andar sozinho, mesmo com limitações, superaram a expectativa de Ilsinho, um dos vários representantes de uma causa que se torna cada dia mais possível.

“Após ter tido a experiência de ficar sete meses em uma cama e cadeira de rodas, após ainda caminhar com muitas limitações, e após também conviver internado por seis semanas com outros 50 pacientes com lesão medular no Hospital Sara Kubitschek, eu só posso caminhar o máximo que eu puder para agradecer a oportunidade de poder participar deste evento. Quero levar a mensagem de que se eu estou conseguindo me recuperar, você que hoje não pode, um dia também
poderá”, garante.

Ilsinho participará da prova com ajuda de uma bengala para percorrer a maior distância possível. No evento, ele deve se encontrar com Henrique Avancini, representante do mountain bike brasileiro na Olimpíada do Rio de Janeiro. O ciclista fez campanha nas redes sociais nos últimos meses para conseguir ajudar o mineiro. “Ele se propôs a ajudar desde o começo e foi peça fundamental para que toda a comunidade do esporte tivesse conhecimento do meu caso e me ajudasse. Com a sua ajuda e os artigos pessoais doados por ele e arrecadados com outros atletas durante a Brasil Ride, a página ‘Leilão Força Ilson’ tomou uma proporção que a gente não esperava. Essa iniciativa me ajudou a ter foco apenas na recuperação, algo crucial para que ela esteja acontecendo da maneira como está. Mal posso esperar para encontrá-lo durante o evento e agradecê-lo pessoalmente”, projeta José Ilson.

Fonte: O Tempo

Deixe uma resposta