Ser Lesado

Curiosidade e Informação sobre Lesão Medular

Equoterapia traz melhor qualidade de vida para deficientes

Posted by on mar 1, 2017

 

Pessoas portadoras de necessidades especiais diversas ou com deficiências têm conseguido melhorar a qualidade de vida com a equoterapia, método terapêutico que utiliza cavalos com objetivo do desenvolvimento biopsicossocial dos pacientes.

Tratamento
O fisioterapeuta, e também um dos responsáveis pelo Centro de Equoterapia de Montes Claros, Cemontes, Leonardo Giovanni, destaca como é realizado o tratamento e os benefícios da equoterapia.

Crianças portadoras de deficiência aderem ao tratamento com cavalos (Foto: Leonardo Giovanni / Arquivo pessoal)Criança portadora de deficiência durante tratamento
(Foto: Leonardo Giovanni / Arquivo pessoal)

“A pessoa é avaliada por uma equipe multidisciplinar, com fisioterapeutas, psicólogo e fonoaudiólogo. Após essa avaliação fazemos uma aula experimental pra aproximar o praticante do cavalo e para observar como ele se comporta em cima do animal. Nas próximas aulas é traçada estratégias para serem trabalhadas durante o percurso que será feito”.

A equoterapia é feita com pessoas com doenças neurológicas, como a depressão, lesão medular, paralisia cerebral, síndrome de down, acidente vascular cerebral, doenças de Parkinson e Alzheimer, entre outras.

O pequeno Antônio Benjamin, de dois anos e cinco meses, tem paralisia cerebral e há 3 meses faz a equoterapia. Para o pai, a evolução da saúde da criança, após o tratamento, é notória.

“Após o tratamento eu notei um desenvolvimento muito grande em todos os sentidos, apesar de ter apenas três meses. No inicio eu fiquei com um pouco de receio, mas hoje não penso em deixar ele sem o tratamento”, diz Alberto Benjamin, pai do Antônio.

Antônio está há 3 meses fazendo a equoterapia  (Foto: Alberto Benjamin / Arquivo pessoal)Pai do Antônio vê progressos após a equoterapia
(Foto: Alberto Benjamin / Arquivo pessoal)

Os cavalos
Além de diferentes cavalos, que são usados para cada tipo de tratamento, o local onde ocorre os tratamentos também são específicos para cada situação. São feitas pistas de terra, areia, grama e asfalto que proporcionam diferentes estímulos aos praticantes.

Leonardo Giovanni comenta que, exatamente por conta das especificidades de cada tratamento, os cavalos recebem atenção especial. “Os cavalos ficam no mesmo haras que é a sede da clínica e são cuidados pelo nosso instrutor de equitação, que é habilitado para esse serviço e prepara os cavalos para esse fim. Os nossos cavalos são de raça, mas não seria necessário ser, desde que o cavalo apresente em sua constituição física os requisitos e preparos necessários para a prática da equoterapia”, afirma.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

468 ad