Ser Lesado

Curiosidade e Informação sobre Lesão Medular

Como prevenir a infecção urinária de um cadeirante?

Posted by on fev 25, 2017

 

Por Dra. Dariene Rodrigues

As pessoas que sofrem alguma lesão medular podem ter algumas disfunções, principalmente do sistema urinário, tais como: retenção de urina, dificuldade para segurar a urina (incontinência, perdas involuntárias), esvaziamento incompleto da bexiga, infecções urinárias e cálculos renais (pedra nos rins).

Alguns estudos sugerem o Cranberry ( frutinha vermelha, parecida com uma pequena cereja e rica em proantocianidina), sendo como potente inibidor a aderência de bactérias do tipo E.coli na mucosa da bexiga, combatendo infecções do trato urinário. Também é composta pelas vitaminas C e E e oferece substâncias antioxidantes, como os flavonoides e ácidos fenólicos ao organismo.

No Brasil, o suco ou tabletes de cranberry são as variedades mais consumidas da fruta e podem ser encontrados em supermercados e lojas de produtos naturais. A ingestão diária não deve ultrapassar a quantidade de 480ml e deve ser indicada pelo médico, como complemento do tratamento ou para prevenção de infecções urinárias.

Já a técnica do cateterismo é o método mais utilizado para o esvaziamento da bexiga, e consiste em passar uma sonda (pequeno tudo limpo) através da uretra (canal da urina), para esvaziar a bexiga. Ele pode ser realizado pela própria pessoa (auto cateterismo) ou por outra pessoa (cateterismo assistido), algumas vezes ao dia.

Benefícios da prática do cateterismo:

-Manter uma boa qualidade de vida;

-Reeducar a bexiga;

-Favorecer as atividades fora de casa (trabalho, lazer, escola…);

-Permanecer seco, evitando assaduras;

-Permitir que a bexiga funcione com baixa pressão em seu interior;

-Evitar complicações: Infecções urinárias, refluxo vésico-uretral (retorno da urina para os rins), cálculos renais (pedras).

IMPORTANTE: Não se esqueça de também ingerir muita água, realizar periodicamente o cateterismo (4 a 5 vezes ao dia) e ter uma boa higienização íntima.

Fonte: Lado B Moda Inclusiva

Deixe uma resposta

468 ad