Ser Lesado

Curiosidade e Informação sobre Lesão Medular

Como a lesão medular afeta a circulação?

Posted by on jan 14, 2017

Por Dra. Dariene Rodrigues

O sistema circulatório é composto por coração, artérias, veias e capilares. É esse sistema que faz circular o sangue, distribuindo nutrientes e oxigênio por todo o nosso corpo.

Uma lesão medular provoca mudanças na pressão arterial e na maneira pela qual seu sangue se desloca pelo corpo. Os batimentos do seu coração não são afetados com a sua lesão (exceto se o nível da lesão for cervical alta), mas a resistência em suas artérias é afetada. O estreitamento das artérias eleva a pressão arterial, enquanto a dilatação das artérias abaixa a pressão arterial.

Depois da lesão medular, suas artérias tendem a permanecer dilatadas. Elas não conseguem se estreitar tanto quanto antes. O resultado é que sua pressão arterial se estabiliza a um nível mais baixo do que antes da lesão.

Essas mudanças em sua circulação tendem a aumentar os riscos de você desenvolver os seguintes problemas:

  • Edema (inchaço);
  • Trombose venosa  profunda / embolia pulmonar (coágulo de sangue);
  • Hipotensão ortostática (queda da pressão arterial quando se senta);
  • Diminuição da média dos batimentos cardíacos.

O que é um edema?

Dependendo do nível da lesão medular, suas pernas e talvez suas mãos poderão edemaciar, ou seja, inchar. Isso acontece porque os músculos de suas pernas ou mãos não são mais movimentados, o que impede a circulação adequada do sangue no seu corpo.

O que fazer para prevenir o edema?

  • Use meias de suave ou média compressão diariamente. As meias podem chegar até a metade de sua coxas;
  • Diariamente faça exercícios com as pernas para aumentar a amplitude de movimento, levando em consideração a ajuda de um familiar ou cuidador;
  • Eleve suas pernas acima do nível do coração por 10 a 15 minutos. Realize esse procedimento de 4 a 5 vezes ao dia;
  • Ao se deitar, coloque travesseiro ou almofada embaixo das pernas para que fiquem elevadas (atrás dos joelhos para não fazer compressão na panturrilha ou batata da perna);

IMPORTANTE:

Caso o edema persista, é necessário procurar um médico, preferencialmente, um cardiologista.

O que é uma trombose?

Quando o corpo não é movimentado regularmente, existe a possibilidade de ocorrer o aparecimento de um coágulo de sangue chamado trombo. O trombo formado na perna pode se desprender e deslocar para outras partes do corpo. Se isto ocorrer, ele passa a se chamar de êmbolo.  Um dos lugares mais comuns para um êmbolo se hospedar é o pulmão.

Caso isto ocorra, é chamado de Embolia Pulmonar.

A prevenção da coagulação do sangue se faz da mesma forma que a prevenção do edema. Seu médico poderá também prescrever uma medicação para diminuir a formação de trombos. Esses medicamentos são conhecidos como anticoagulantes.

Se você tiver trombose em suas pernas, observe os seguintes sinais:

  • A panturrilha (batata da perna) ou coxa de uma das pernas ficará mais quente do que a outra;
  • A panturrilha (batata da perna) ou coxa ficará edemaciada (inchada) de uma perna, mais que a outra.

Mesa ou Prancha Ortostática

mesa-ortostatica

A mesa ou prancha ortostática é indicada para indivíduos com quadro neurológico e pacientes em UTI para posicionar o indivíduo em ortostatismo, ou seja, deslocar da posição horizontal para a vertical (totalmente).

Benefícios:

  • Melhorar o retorno venoso;
  • A propriocepção;
  • A função respiratória;
  • A função vesical (bexiga e intestino);
  • A função músculo-esquelética.

Fonte: www.ladobmodainclusiva.com.br

Deixe uma resposta