Ser Lesado

Curiosidade e Informação sobre Lesão Medular

Brasiliense é uma das finalistas ao concurso de Miss Mundo Cadeirante

Posted by on set 16, 2017

A brasiliense Carla Maia embarca no fim deste mês para a Polônia, na Europa, onde vai representar o Brasil no primeiro concurso de Miss Mundo Cadeirante. Jornalista e paratleta de tênis de mesa, a jovem participa de um concurso de beleza pela primeira vez. A cerimônia de encerramento, que está marcada para o próximo 30 de setembro, premiará três candidatas: Miss Mundo, Miss Popular e Miss Audiência.

 

Apesar de ter sido oito vezes campeã brasileira no esporte, Carla admite que o frio da barriga não dá trégua. O nervosismo e a ansiedade permanecem, mas dão espaço também à excitação e à animação por participar de um novo projeto. “Com o concurso, eu quero mudar a visão que as pessoas têm da mulher cadeirante.
Quebrar o preconceito da sociedade para que o estigma da deficiência não exista mais”, disse.
O convite para tentar se classificar como uma das finalistas ocorreu em agosto, quando um “olheiro” do evento a convidou para fazer um teste. Ela foi escolhida, venceu todas as etapas do concurso e chegou na reta final para receber a faixa. Carla compete pelo título com mais 24 candidatas que desfilarão em passarelas polonesas pelo prêmio.

“Além de tudo, essa participação recuperou minha autoestima. Eu nunca fui uma mulher dentro dos padrões. Então estou descobrindo um lado que nem eu conhecia. É importante também para encorajar outras meninas cadeirantes, pois todas são lindas à sua maneira”, disse.

Aos 17 anos, a modelo teve um sangramento espontâneo na medula espinhal e ficou tetraplégica. Ao receber o diagnóstico, ela diz que foi um “choque”, mas o apoio da família, dos amigos e o contato com o esporte a ajudou a recuperar-se.

Voto popular

Além da escolha do júri, o concurso terá votação popular. Qualquer um pode votar, e a brasileira pede ajuda nas redes sociais. Basta entrar no site do evento – tem a opção gratuita e uma paga. Até a publicação desta reportagem, a brasiliense estava em quinto lugar.

Fonte: Correio Brasiliense

Deixe uma resposta