Ser Lesado

Curiosidade e Informação sobre Lesão Medular

Baleada em assalto, nadadora dá a volta por cima e se prepara para o Mundial

Posted by on set 22, 2017

Corria o dia 25 de janeiro de 2002 quando dois assaltantes armados invadiram a casa lotérica onde Patrícia Pereira dos Santos trabalhava em Vitória (ES). Com um revólver apontado para a cabeça, a capixaba atendia às ordens dos criminosos, até que um dos bandidos resolveu fazer um disparo. A bala pegou no pescoço de Patrícia, que ficou tetraplégica aos 24 anos. Hoje, aos 39, ela se prepara para o seu primeiro Mundial de Natação Paralímpica – o evento aconteceria na próxima semana, na Cidade do México, mas foi adiado devido ao terremoto que devastou a região. Nesta sexta, é comemorado o Dia do Atleta Paralímpico. Motivada, Patrícia conta como conseguiu se superar.

Patrícia Santos é uma das esperanças da natação brasileira para o Mundial do México (Foto: Cezar Loureiro/MPIX/CPB)Patrícia Santos é uma das esperanças da natação brasileira para o Mundial do México (Foto: Cezar Loureiro/MPIX/CPB)

Patrícia Santos é uma das esperanças da natação brasileira para o Mundial do México (Foto: Cezar Loureiro/MPIX/CPB)

– Foram dois assaltos na mesma semana na lotérica onde eu trabalhava. No segundo deles, fui baleada. Lembro como se fosse hoje. Um dos assaltantes atirou em mim. A arma que ficou perto da minha cabeça era um calibre 38. Não sei se eles foram presos. Um ano depois, me chamaram para fazer um reconhecimento dos supeitos. Tive uma crise e não consegui reconhecer. Foi uma fase difícil, mas eu superei. Meus dois filhos eram pequenos e eu sempre fui uma pessoa objetiva. Tenho uma força interior muito grande – disse Patrícia, que hoje é avó de uma menina de dois anos.

Patrícia começou no esporte paralímpico três anos depois do acidente. Aposentada por invalidez, ela mora em Cariacica e treina em Vitória. O início da carreira de atleta foi no basquete em cadeira de rodas. Em 2009, após o convite de um treinador, ela decidiu migrar para a natação. O sucesso no novo esporte demorou, mas aconteceu. Em 2016, a capixaba conseguiu o índice para os Jogos Paralímpicos do Rio, integrando a equipe de revezamento 4x50m livre misto 20 pontos. O resultado foi uma medalha de prata, a qual fez a atleta subir de patamar na carreira.

– Por causa da participação na Paralimpíada do Rio, consegui a Bolsa Pódio (categoria mais alta do programa Bolsa Atleta, com valores entre R$ 5 e R$ 15 mil mensais). Ainda tenho os meus percalços, vou ao treino de ônibus, enfrento dificuldades na acessbilidade no dia a dia, mas a minha vida deu uma melhorada nos últimos meses – revelou.

Capixaba compete na classe S4 (Foto: Washington Alves/MPIX/CPB)Capixaba compete na classe S4 (Foto: Washington Alves/MPIX/CPB)

Capixaba compete na classe S4 (Foto: Washington Alves/MPIX/CPB)

Competidora da classe S4 da natação paralímpica, Patrícia se prepara para nadar quatro provas no Mundial do México, que ainda não tem data para acontecer. Classificada após superar os exigentes índices estabelecidos pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), a capixaba brigará por medalha nos 50 e 100m livre, nos 50m peito e numa prova de revezamento. Sobre o sucesso ter vindo apenas com uma idade avançada, a nadadora tem a sua explicação.

– Como comecei tarde na natação, fui me aperfeiçoando até atingir o nível que estou hoje. Sou muito dedicada, faço nove sessões de treino na semana, acho que isso tudo ajudou. Depois da Paralimpíada, passei a ficar conhecida em Cariacica. Hoje as pessoas me param na rua, me reconhecem. Treinei muito para esse Mundial e espero fazer história no México – finalizou.

O Mundiais Paralímpicos de Natação e Halterofilismo aconteceriam de 30 de setembro a 6 de outubro, na Cidade do México. A decisão do adiamento foi tomada após o IPC (Comitê Paralímpico Internacional) avaliar as condições em conjunto com o comitê organizador local (LOC) e com o governo da Cidade do México. O tremor de 7.1 na escala Richter deixou mais de 200 pessoas mortas e causou danos severos a prédios e à infraestrutura da capital mexicana.

Fonte: SporTV

Deixe uma resposta